No Banner to display

Notícias
Conheça alguns registros do metal curitibano que você precisa ouvir

Destacamos nessa matéria os últimos lançamentos – alguns não tão recentes assim – de bandas de metal em geral que produziram trabalhos acima da média e por isso merecem ser ouvidos. São pequenas resenhas com links que possibilitam conhecer e ouvir bem tanto o registro quanto a própria banda. Os álbuns estão ordenados por ordem de lançamento, da mais recente para o mais distante:





Ethel Hunter: Consciousness Awakening (2020)

Som perfeito para quem é fã de death metal mais tradicional, sem arroubos melódicos ou grandes experimentalismos. Vocal urrado, guitarras recheadas de riffs, bases violentas e técnicas e cozinha devastadora. Death metal old school curto e grosso, como se fazia antigamente, mas com qualidade de produção que permite que a brutalidade emanada pelas composições chegue intacta aos ouvidos.

<< Ouça o Consciousness Awakening aqui >>

Leia também:

>> Consciousness Awakening – Resenha Completa
>> Ethel Hunter – Biografia

Thou Shall Not: Synchronyzed Abductions (2020)

O Thou Shall Not mistura muitas referências de dentro do metal, mas sem ir para o lado mais extremo. O lance aqui é heavy metal com linhas vocais agudas e limpas, muito bem cantadas e banhadas em dramaticidade. Influências de doom metal e metal clássico são bem presentes, mas costuradas com uma sonoridade mais moderna, que chega até a flertar com o progressivo, inclusive na temática do álbum.

<< Ouça o Synchronized Abductions aqui >>

Leia também:

>> Synchronized Abductions – Resenha Completa
>> Thou Shall Not – Biografia

Semblant: Obscura (2020)

Terceiro CD desta que é possívelmente a única banda de dark/gothic metal de Curitiba, o Obscura segue o mesmo caminho do anterior, “Lunar Manifesto”, mostrando que a banda parece ter encontrado a sonoridade que procurava e a manteve, com a diferença que o anterior soava um pouco mais “extremo”. Isso geralmente também é resultado da experiência. A temática dark está cada vez mais profunda.

<< Ouça o Obscura aqui >>

Leia também:

>> Obscura – Resenha Completa
>> Semblant – Biografia

Hokmoth: Neophytvs (2019)

Quem é fã de black metal precisa ouvir esse som. É o primeiro registro da banda, que também não tem muito tempo de estrada, mas produziu já de início um álbum de “extrema” qualidade. Sonoridade moderna, riffs e bases de guitarra densos e precisos e vocais anormais, no bom sentido. Influências de bandas como Watain e principalmente Behemoth pode sem percebidas, mas somente como referências.

<< Ouça o Neophytvs aqui >>

Leia também:

>> Neophytvs – Resenha Completa
>> Hokmoth – Biografia

Sad Theory: Entropia Humana Final (2017)

Única banda dessa matéria com letras em português. Claro que isso não é novidade para quem já conhece o trabalho do Sad Theory, mas vale a pena destacar mesmo assim. As letras, por sinal, são matadoras e tão complexas quanto o som. Death metal altamente técnico, mas com muitas melodias. O vocal segue uma linha mais tradicional que acaba encaixando muito bem com a massa sonora.

<< Ouça o Entropia Humana Final aqui >>

Leia também:

>> Entropia Humana Final – Resenha Completa
>> Sad Theory – Biografia

Proximo Evento

No Banner to display