No Banner to display

Notícias
RAIMUNDOS: Entrevista exclusiva com Digão

Digão – Ao vivo com os Raimundos

Uma das mais aclamadas bandas nacionais de todos os tempos volta a Curitiba. O Raimundos tem show agendado dia 09 de novembro, na casa de Shows Music Hall. Aproveitando para entrevistas o guitarrista e fundador da banda, Digão, para saber mais sobre a atual fase dos Raimundos. Segue abaixo a entrevista:

O Raimundos está sem lançar nada inédito desde final de 2010, já que nessa época foi apresentada a música Jaws, juntamente com um videoclipe para promovê-la. Todos os fãs estão mais que ansiosos por um novo álbum, e a primeira pergunta é: existe algo concreto para um novo material, e, se sim, quando pretendem lançá-lo?

Digão: Depois de tantas idas e vindas, esse “hiato” de músicas inéditas foi importante pra que se consolidasse essa formação, o DVD Ao Vivo “Roda Viva” + “JAWS” deu uma forte “cimentada” e colocou a banda de volta na mídia e dando o tempo certo pra gente vivenciar as novas canções, temos muito material bruto e alguns prontos. Com esse mercado louco não dá de por uma data específica, esta indo de acordo com o andar da carruagem…

O último material de músicas inéditas que a banda lançou foi o EP Pt Qq cOizAh, em 2005, e somente de forma digital. Então, acredita-se que vocês já tenham muita “carta na manga” para um ou mais trabalhos. É certo afirmar isto?
Digão:
Sim! rs a pergunta anterior responde bem essa aqui…

É possível outra participação de José Nilton Veras, o Zenilton, num próximo álbum de inéditas?
Digão: O véi Zenilton foi morar de novo no interior, ele sempre será nosso guru! Vamos deixar as coisas rolarem naturalmente, mas há possibilidades sim…

Desde 2004 que a banda atua de forma independente. Como foi a adaptação após ter saído da gravadora Warner Music?
Digão: Não foi fácil, mas foi melhor! Hoje a Warner e outras gravadoras encolheram tanto que não tem condições de lançar alguém como antes, temos nosso esquema que cresce a cada dia e esse é o futuro de quem quer sobreviver nesse “mercado”, se é que pode ser chamado assim…

Existem propostas para vocês assinarem com uma nova gravadora, já que a banda está voltando a aparecer de forma expressiva?
Digão: Esse não é o momento pra pensar numa gravadora, a não ser que seja uma proposta real de trabalho pois nós somos “pedreiros” do Rock e não gostamos de corpo mole! As portas estão abertas a quem quiser realmente arregaçar as mangas…

Vocês têm usado muito a internet para se divulgar, os podcasts do dia-a-dia da banda vêm tendo o alcance que vocês imaginavam?
Digão: A internet hoje é tudo né!? Estamos firmes com o Site “www.raimundos.com.br“, Twitter “@raimundosrock” e Facebook, fizemos 60 capítulos do Podcast que foram muito bem sucedidos no ITUNES e isso se reflete muito nos shows! A mulecada é muito bem antenada! Tenho fé nessa nova geração que tá pra surgir…

As vendas do CD e DVD Roda Viva, lançado no primeiro semestre de 2011, atenderam às expectativas?
Digão: Não tenhos os números agora, mas pelo o que sei, vendeu bem pra uma banda independente! Nunca tive expectativa de uma venda exorbitante, além de ser uma tecnologia ultrapassada, nossos fãs não compram mesmo, mas sei que todos eles viram o Roda Viva e é isso o que importa.
Na história da banda, quais as cidades com maior número de público e venda de CDs?
Digão: São Paulo, Manaus, Curitiba, Porto Alegre…. São tantas! Rs Graças a Deus!

E os shows? Vê-se muito a galera comentando no Twitter e demais redes sociais sobre o show ser “animal”, “alucinante”, etc. Como está sendo para o Raimundos os shows com essa formação?
Digão: Apesar de não termos a mesma estrutura de outrora, o Raimundos hoje soa muito mais pesado e definido! As rodas de “Slam Dance” estão lindas! Acho que aprendemos alguma coisa no decorrer desses anos… rs

Curitiba sempre teve uma quantia enorme de fãs do Raimundos e vocês voltam para cá dia 09/11 deste ano. O que podemos esperar de vocês aqui desta vez? Alguma música nova fora “Jaws”, por exemplo?

Digão: Como estaremos voltando a Curitiba mais ou menos com o mesmo show do “Roda Viva”, iremos apresentar músicas do nosso último trabalho “Ultraje X Raimundos” e mais algumas que estavam fora do set, só pra dar uma apimentada a mais nessa cidade que a gente ama!

A última vez que vocês tocaram por aqui foi em 03 de dezembro do ano passado, na final do festival Kaiser Sound, como foi?
Digão: Foi animalesco, uma plateia bem diversificada e casa lotada! Curitiba é tiro certo! A galera daí é sem comentários, simplesmente “the best!”!!

Acredito que um passo importante dado por vocês, nessa nova fase, foi a escalação para tocar num dos palcos principais do SWU Music + Arts Festival, em novembro de 2011. Como rolou o convite?
Digão: Foram vários fatores, a pressão dos nossos fãs e do nosso empresário Denis Porto foram importantes! Junto a isso, conheci o Ricardo Bittencourt no Rock in Rio que foi um cara muito foda!! Ele me apresentou os produtores do SWU Rafael e o Théo que são pessoas maravilhosas! Ficamos amigos e curtimos o RiR juntos! Depois disso foi só alegria… rs

Mais recentemente, outro passo importante: a parceria com o Ultraje a Rigor, resultando no CD O Embate do Século. Poderiam dizer mais sobre isto?
Digão: Foi uma honra gravar músicas da banda que foi trilha sonora da nossa adolescência, mais honra ainda foi ouvir o Ultraje cantando as nossas músicas! Não poderia ter sido mais legal! Foi muito divertido fazer, as versões saíram naturalmente e tudo foi “pá pum”.

Existe a possibilidade de turnê envolvendo as duas bandas?
Digão: Essa pergunta terá que ser feita ao Roger! rs Por nós já é…

Voltando um pouco no tempo, e não querendo falar de coisas desagradáveis a vocês, uma pergunta é inevitável: como foi tomada a decisão do Digão assumir o posto de vocalista após a conturbada saída do Rodolfo, e por que não foi chamada outra pessoa?
Digão: Canissuuu…. rs

Vocês fizeram alguns shows com o Tico Santa Cruz, do Detonautas, como vocalista. Como rolou a ideia e qual a finalidade?
Digão: Como todas as coisas que acontecem com a gente, do nada o Tico me liga e dá essa idéia, topei na hora e foi do “carvalho”! A finalidade era dar um role com o Tico e ver qual é, botar o Rock pra cima como sempre! Sentimos que estávamos muito bem e as duas bandas acabaram por fazer shows juntos! Foi ótima a experiência pra todos.

Finalizando, gostaria de perguntar o que podemos esperar do Raimundos para os próximos anos? Aproveitem o espaço e deixem um recado para os fãs curitibanos, que sempre os apoiaram e, mesmo nas dificuldades, não pararam de acreditar na banda.
Digão: Podem esperar coisas boas com certeza! Moda vem, moda vai e o que fica é o Rock! Valeu Curitiba! Até o próximo show!!! Roooock miniiiiino!!!

Proximo Evento

No Banner to display